sexta-feira, 18 de maio de 2018

John Cassavetes









Apresentação

O ator John Cassavetes iniciou sua carreira no cinema ao lado de outros grandes nomes como Paul Newman e Marlon Brando. O movimento que ficou conhecido como Nova Hollywood, além de revolucionar as histórias e a maneira de filmar, também apresentou uma nova geração de atores e atrizes que fugia da figura dos astros do star system chamada Era de Ouro do cinema americano.


John Cassavetes, no entanto, não se contentou em ter apenas a arte da interpretação para se expressar e resolveu se aventurar na direção e no roteiro utilizando dinheiro do próprio bolso e atores amadores. O que ninguém esperava é que ele fosse marcar para sempre a história do cinema e ser considerado o pai do cinema independente americano.


Mas qual é a magia do cinema de Cassavetes? Por que seus filmes foram ovacionados pelo público europeu e sua terra natal poucas vezes se lembra dele? Qual o impacto da presença constante de Gena Rowlands, sua esposa e parceira de cena, nos filmes finais de sua carreira?


Objetivos

O Curso John Cassavetes: Um Cineasta Sob Influência, ministrado por Bianca Zasso, tem como objetivo responder estas e outras questões e discutir a força das cenas criadas pelo realizador, bem como seu processo criativo e suas parcerias cinematográficas.


Conteúdos

Aula 1
- A carreira de ator
- O nascimento do Cassavetes diretor
- O processo de criação independente dos estúdios
- Os primeiros filmes


Aula 2
- O auge da carreira de diretor
- A criação de um estilo
- John Cassavetes e Gena Rowlands: uma parceria além das telas


Ministrante Bianca Zasso
Jornalista e Especialista em Cinema formada pelo Centro Universitário Franciscano. Integrante da Associação de Críticos de Cinema do Rio Grande do Sul (ACCIRS). Atua como pesquisadora e crítica de cinema desde 2009. Integrou durante cinco anos o projeto de extensão Cineclube Unifra. Foi colaboradora dos sites Papo de Cinema e Delirium Nerd. Atualmente escreve para os sites Claudemir Pereira, DVD Magazine, Action News e Formiga Elétrica. É apresentadora/comentarista de cinema da série de vídeos Bia na Toca, realizada pela produtora Toca Audiovisual. Integra o Elviras - Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema.



Curso
JOHN CASSAVETES:
UM CINEASTA SOB INFLUÊNCIA
de Bianca Zasso

Datas
23 e 24 de Junho (sábado e domingo)

Horário
14h às 17h

Duração
2 encontros presenciais (6 horas / aula)

Local
Cinemateca Capitólio Petrobras
(Rua Demétrio Ribeiro, 1085 - Centro Histórico - Porto Alegre - RS)

Investimento
R$ 95,00
* Desconto para pagamento por depósito bancário:
a) R$ 80,00 (para as primeiras 10 inscrições)
b) R$ 90,00 (demais inscrições)

Formas de pagamento
Depósito ou transferência bancária / Cartão de crédito (PagSeguro)

Material
Certificado de participação e Apostila

Informações
cineum@cineum.com.br  /  Fone: (51) 99320-2714

Realização
Cine UM Produtora Cultural

Patrocínio

Apoio
Cinemateca Capitólio Petrobras



.
.
Instruções para efetuar a inscrição

1) Preencha e envie o formulário abaixo.
2) Pagamento por Depósito ou Transferência bancária:
Após enviar o formulário você receberá as orientações.
3) Pagamento por Cartão de Crédito:
Após enviar o formulário, clique no botão do PagSeguro.
.
.


.
.
.

sexta-feira, 4 de maio de 2018

DC x Marvel







Nos últimos dez anos, as maiores bilheterias do mundo tem oscilado entre alguns gêneros, mas a constante tem sido os filmes baseados em histórias em quadrinhos. Por que isso acontece? Qual a fórmula do sucesso? E por que as grandes rivais das HQs, Marvel e DC, tem se consolidado no cinema?

Este curso tem como objetivo tentar responder a estas questões enquanto apresenta um panorama geral das principais obras do gênero comandadas pela Disney e a Warner.


Filmes baseados em histórias em quadrinhos existem desde que o Superman foi criado há 80 anos. De 1940 até hoje, foram inúmeros longas, curtas e séries para a TV e o cinema. Homem de Ferro, Capitão América, Batman, Mulher Maravilha e Homem-Aranha, todos eles – e outros tantos - foram adaptados para as telas. Alguns casos são icônicos, como a primeira vez em que vimos Superman voar em cores nos anos 70 sob as mãos de Richard Donner. O morcegão, por sua vez, foi o grande astro entre o fim dos anos 80 até a metade dos 90. Anos depois, foi a vez dos mutantes da Marvel estrelarem uma reinvenção do gênero.


Nos intervalos destas produções, houve fracassos, filmes medianos ou até mesmo nenhum estúdio se arriscando a levar os personagens de uma mídia mais de nicho. Porém, como nada em Hollywood se cria, apenas se reinventa, nos anos 2000 se percebeu o desgaste de outros temas de sucesso de outrora em blockbusters, como os "machões" do cinema de ação, as comédias românticas datadas e previsíveis e, até os mundos de fantasia literários - salvo exceções bilionárias como as sagas de O Senhor dos Anéis e Harry Potter.

Nos últimos dez anos, as maiores bilheterias do mundo tem oscilado entre alguns gêneros, mas a constante tem sido as produções que bebem nas fontes das HQs. Por que isso acontece? Qual a fórmula do sucesso? E por que as grandes editoras rivais, Marvel e DC, tem se consolidado no cinema?


Proposta

O curso DC x MARVEL: BATALHA DE TITÃS NAS TELAS, ministrado por Matheus Bonez, vai analisar a trajetória das adaptações cinematográficas das gigantes líderes do mercado editorial das HQs. O curso apresentará um panorama geral das principais obras do gênero, comandadas hoje pelos impérios da Disney e da Warner, que disputam a atenção e as preferências de legiões de fãs pelo mundo afora.



Programa

Aula 1


- Para o alto e avante: um breve histórico das HQs no cinema dos anos 40 a 2000.
- A jornada do herói: a influência da narrativa de Campbell na história dos super-heróis.
- DC: é preciso uma maravilha para superar a crise?



Aula 2


- O triunfo da Marvel: dez anos de sucesso de bilheterias.
- A fórmula: por que os Vingadores estão sempre no topo?


Ministrante: Matheus Bonez
Jornalista e crítico de cinema, especializado em "Cinema Expandido" pela PUCRS. Apresentador dos programas "Espaço Público Cinema" e "Curta Cine" da TV Assembléia - RS. Geek fanático por HQs desde a infância.



Curso
DC x MARVEL:
BATALHA DE TITÃS NAS TELAS
de Matheus Bonez

Datas
26 e 27 de Maio (sábado e domingo)

Horário
14h às 17h

Duração
2 encontros presenciais (6 horas / aula)

Local
Cinemateca Capitólio Petrobras
(Rua Demétrio Ribeiro, 1085 - Centro Histórico - Porto Alegre - RS)

Investimento
R$ 95,00
* Desconto para pagamento por depósito bancário:
a) R$ 80,00 (para as primeiras 10 inscrições)
b) R$ 90,00 (demais inscrições)

Formas de pagamento
Depósito ou transferência bancária / Cartão de crédito (PagSeguro)

Material
Certificado de participação e Apostila

Informações
cineum@cineum.com.br  /  Fone: (51) 99320-2714

Realização
Cine UM Produtora Cultural

Patrocínio
Apoio
Cinemateca Capitólio Petrobras


.
.

segunda-feira, 23 de abril de 2018

Filosofia no Cinema








Por muitos séculos os questionamentos filosóficos da humanidade ficaram restritos às discussões acadêmicas e às páginas dos livros. Há pouco mais de 100 anos surgiu uma nova forma de arte - o Cinema – que popularizou os conceitos básicos da Filosofia e convidou o público a articular seus próprios questionamentos filosóficos através da linguagem audiovisual acessível às massas.



Alguns questionamentos levantados pela Filosofia são universais e, portanto, são objeto de preocupação e reflexão para qualquer pessoa, podendo desta forma ser abordados por diversos pontos de vistas em filmes que não se pretendem reflexivos. Entretanto, a Filosofia como disciplina tem produzido conceitos e teorias capazes de nos fazer compreender de forma múltipla e plural tais questionamentos, de modo que a ideia fundamental deste curso é oferecer ao participante conceitos filosóficos que o possibilitem enxergar o Cinema com um outro olhar.


Proposta

O Curso Grandes Temas da Filosofia no Cinema, ministrado por Rafael Alves de Oliveira, não terá como objetivo produzir uma crítica cinematográfica. A atividade foi estruturada para proporcionar aos participantes um contato inicial com grandes conceitos da Filosofia, tendo o Cinema como elemento mediador. Para tanto, o curso terá como metodologia o debate, a provocação filosófica e o estímulo à reflexão crítica.

Publico alvo
Atividade aberta a todos os interessados. Não é necessário nenhum conhecimento prévio em Filosofia ou Cinema para acompanhar o conteúdo do curso.

Conteúdos

O curso terá como objeto de análise e reflexão os seguintes filmes:



Clube da Luta (EUA, 1999). Direção: David Fincher.
Temas abordados: As três transformações do espírito; transvaliação dos valores morais.
Pauta: Estabelecer uma conexão entre os conceitos desenvolvidos por Nietzsche e com isto produzir uma reflexão sobre a relação entre nossos hábitos sociais, valores morais e os processos envolvidos no desenvolvimento de ambos.


A Descoberta (EUA, 2017). Direção: Charlie McDowell.
Temas abordados: Absurdo e suicídio.
Pauta: Compreender como estes conceitos permeiam o filme e tensioná-los através da abordagem produzida por Albert Camus dos conceitos trabalhados. Provocar a reflexão principalmente sobre a questão do suicídio.



Old Boy (KOR, 2003). Direção: Park Chan-wook.
Temas abordados: Absurdo e liberdade.
Pauta: Compreender como estes conceitos permeiam o filme e tensioná-los através da abordagem produzida Jean Paul Sartre. Provocar reflexão sobre a liberdade e os diversos tipos de amor.



Tropa de Elite 2 (BRA, 2010). Direção: José Padilha
Temas abordados: Estruturas de poder e violência.
Pauta: Promover uma discussão sobre as concepções de poder presentes no pensamento de Jürgen Habermas, Hannah Arendt e Michel Foucault. Os participantes serão instigados a refletir sobre a atual situação política de nosso país a partir de alguma dessas concepções.



Uma outra história americana (EUA, 1998), Direção: Tony Kaye
Temas abordados: Estruturas de poder e violência.
Pauta: Promover uma discussão sobre as concepções de poder presentes no pensamento de Jürgen Habermas, Hannah Arendt e Michel Foucault. Os participantes serão instigados a refletir questões relacionadas ao fascismo, nazismo e totalitarismo.



Capitão Fantástico (EUA 2016). Direção: Matt Ross.
Temas abordados: Desobediência civil e autossuficiência.
Pauta: Compreender como Henry David Thoureau se apropriava destes conceitos em sua vida cotidiana e refletir a respeito das reais possibilidades de seus usos nos dias de hoje.


Ministrante: Rafael Alves de Oliveira
Professor de Filosofia e mestrando em Filosofia pela UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul). Editor do blog "Cinesofia" que aborda o Cinema e a Filosofia fazendo conexões e leituras interligando temas diversos como ética, violência, cultura, quadrinhos e video game.



Curso

GRANDES TEMAS DA FILOSOFIA NO CINEMA
de Rafael Alves de Oliveira

Datas
12 e 13 de Maio (sábado e domingo)

Horário
14h às 17h

Duração
2 encontros presenciais (6 horas / aula)

Local
Cinemateca Capitólio Petrobras
(Rua Demétrio Ribeiro, 1085 - Centro Histórico - Porto Alegre - RS)

Investimento
R$ 95,00
* Desconto para pagamento por depósito bancário:
a) R$ 80,00 (primeiras 10 inscrições) * Valor promocional esgotado
b) R$ 90,00 (demais inscrições)

Formas de pagamento
Depósito ou transferência bancária / Cartão de crédito (PagSeguro)

Material
Certificado de participação e Apostila

Informações
cineum@cineum.com.br  /  Fone: (51) 99320-2714

Realização
Cine UM Produtora Cultural

Patrocínio
Apoio
Cinemateca Capitólio Petrobras


.
.
Instruções para efetuar a inscrição

1) Preencha e envie o formulário abaixo.
2) Pagamento por Depósito ou Transferência bancária:
Após enviar o formulário você receberá as orientações.
3) Pagamento por Cartão de Crédito:
Após enviar o formulário, clique no botão do PagSeguro.
.
.


.


.
.

sábado, 21 de abril de 2018

Arte de Contar Histórias - Edição Especial


Edições Especiais
* FREDERICO WESTPHALEN (RS)
* PORTO ALEGRE (Bairro RESTINGA)




INSCRIÇÃO GRATUITA / VAGAS LIMITADAS


Apresentação

O Cinema, identificado como a sétima arte, é, antes de tudo, uma arte coletiva, de construção cooperativa, que reúne múltiplas facetas e habilidades de técnicos e profissionais de áreas distintas. Como coordenar e conciliar a criação das pequenas partes que compõem a feitura de um filme? Como buscar a coesão de uma narrativa cinematográfica com tantos elementos distintos?


O curso A Arte de Contar Histórias é um mergulho no universo da linguagem e produção cinematográfica, forjado a partir de uma combinação entre referência e processo. Vamos assistir e debater cenas, ideias, criações e elementos artísticos que foram inovadores notabilizando filmes, séries, conteúdos multiplataformas.

A capacidade de invenção narrativa e construção visual, que despertam os estímulos sensoriais pela originalidade e ousadia, serão matérias de estudo e análise através dos conceitos teóricos de roteiro, direção, produção, som e trilha para cinema, TV e WEB, nos formatos de curta e longa-metragem.


Objetivos

O curso A Arte de Contar Histórias, ministrado por Alexandre Derlam, visa capacitar ou aperfeiçoar a visão crítica dos alunos a respeito das técnicas e recursos de linguagem e narrativa cinematográfica na construção de histórias em cinema, televisão, web e outras plataformas. A metodologia criada visa estudar os principais elementos indispensáveis para a realização de uma história. Serão exibidas sequências e cenas de longas e curtas-metragens, e conteúdos da WEB, com análise de personagens, do controle de tempo cênico, da narração e aspectos de produção. A atividade objetiva ampliar o interesse na arte cinematográfica e criação artística com instrumentos que desenvolvam o senso crítico e estético.


Público alvo
ATIVIDADE ABERTA A QUALQUER INTERESSADO.
NÃO É NECESSÁRIO NENHUM PRÉ-REQUISITO DE FORMAÇÃO
E/OU ATUAÇÃO PROFISSIONAL NA ÁREA.


Conteúdos

- O que faz um filme ser um filme? O que é realização audiovisual para Cinema, TV e WEB? A importância de uma proposta artística bem definida. Conceitos, padrões e exemplos de Storyline e Storyteling.

- Pesquisa: O papel da pesquisa do tema a ser filmado. As fontes de inspiração, as indicações, ideias e caminhos que uma pesquisa indica e define no processo de realização.

- Roteiro: Metodologia básica na construção de um roteiro, com análise de personagens, do controle de tempo cênico, da narração e produção, através da exibição e leitura de cenas de referência.

- Elementos de linguagem: Análise dos elementos que a constituem. Formas básicas e formas sutis. A capacidade da linguagem em provocar reações e comportamentos específicos.

- Narrativa e linguagem Uma breve linha de evolução. Análise e conceitos básicos. Escolas de cinema que simplificaram e encaminharam uma revolução na linguagem: Surrealismo, Neorrealismo italiano, Dogma 95.

- Direção / Produção: Processos de criação, métodos nas diversas etapas de realização de um filme: Definição do elenco e direção de atores, ensaios, improvisação, organização das filmagens.


Ministrante: Alexandre Derlam
Diretor de cena e roteirista. Graduado em Publicidade e Propaganda com especialização em Cinema (Unisinos /RS). Dirige para o mercado gaúcho há 20 anos. Produz publicidade, reportagem, documentário e ficção. No cinema é um realizador atuante. Dirigiu e roteirizou os documentários Papão de 54 e Mais uma Canção. E também dois curtas-metragens: Gildíssima e Rito Sumário. Seus filmes foram exibidos em vários festivais de cinema pelo país e na televisão. Foi diretor de cena nas produtoras Estação Filmes e Cubo Filmes. Atualmente é sócio diretor na Prosa Filmes.


Curso
A Arte de Contar Histórias
de Alexandre Derlam


Edição FREDERICO WESTPHALEN

* Data: 24 de Maio (quinta-feira)
* Horário: Aula 1 - 14h às 17h / Aula 2 - 18h às 21h
* Local: ACI - Associação Comercial e Industrial
(Rua do Comércio, 1013 - Frederico Westphalen - RS)

Apoio
Secretaria da Justiça e dos Direitos Humanos
CUFA
ACI - Associação Comercial e Industrial
Cine UM Produtora Cultural


***


Edição PORTO ALEGRE / Bairro RESTINGA

* Data: 26 de Maio (sábado)
* Horário: Aula 1 - 9h às 12h / Aula 2 - 13h30 às 16h30
* Local: Centro Cultural Multimeios
(Rua Ricardo Leônidas Ribas, 75 - Restinga - Porto Alegre - RS)

Apoio
Secretaria da Justiça e dos Direitos Humanos
Centro da Juventude Restinga
AMURT-AMURTEL
TV Restinga
Secretaria da Cultura de Porto Alegre
Cine UM Produtora Cultural



***

.